Plan-Assiste: Pleito das associações é atendido

Plan-Assiste: Pleito das associações é atendido

O Conselho Gestor do Programa de Saúde e Assistência Social do MPU (Plan-Assiste/MPU) aprovou a possibilidade de titulares do plano (membros e servidores) manterem como beneficiários do programa de saúde pais que deixaram de atender ao requisito de dependência econômica do titular junto ao Imposto de Renda. Tal pedido era pauta das associações dos servidores do MPU (ASMPF, ASEMPT, ASMIP, ASCNMP e AGEMPU) em reuniões com o Secretário-Geral do MPU, Dr. Alexandre Camanho.

Em 2018, 195 beneficiários-pais foram excluídos do Plan-Assiste potencialmente em função da perda de dependência econômica e o não atendimento do requisito de dependência do IR.

Segundo o Secretário-Geral os beneficiários terão uma opção menos onerosa que trará tranquilidade e segurança aos usuários. A medida também visa a redução de impactos econômico-financeiro sobre as contas.

É importante frisar que para continuar com acesso ao plano, o beneficiário titular deve provar que o pai ou a mãe possuiu vínculo ininterrupto de pelo menos cinco anos com o Plan-Assiste.

Para compensar o respectivo repasse do orçamento da União, o Plan-Assite descontará adicional de 50% sobre a contribuição regular relativo a esse dependente.

A ASMPF agradece ao Dr. Alexandre Camanho, Secretário-Geral do MPU por atender o pleito das associações. Tal medida é de extrema importância para os servidores usuários do Plan-Assiste.

 

ASMPF

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

  

Deixe uma resposta